Afinidades





Você se lembra da primeira dúvida que nos afastou da religião? Perdemos com ela um bocado de amizades.

Depois, não conseguíamos mais torcer por um time de futebol, e lá se foram as tardes de domingo cheias de copos vazios.

Começamos a acreditar que um outro mundo é possível, mas a maioria da turma achou que estávamos falando de extraterrestres.

Aí, nos metemos na política, juntamos meia dúzia de gente corajosa e pisamos nos calos daqueles que nos prenderam.

Sobreviventes, aprendemos a ser cientistas e ficou mais difícil conviver com a astrologia, dietas naturais e medicina alternativa.

Começamos a desconstruir nosso machismo e racismo, o que afastou o pessoal da pornografia, da meritocracia e de um certo tipo de humor.

À medida que fomos esgotando as primaveras, o azeite, aquele chapéu e a música da Laurie Anderson nos distanciaram das novas gerações.

Então, veio a guerra, a pandemia e a crise climática, que azedaram o vinho que ainda bebíamos com as penúltimas amizades.

Hoje, finalmente, concordamos em tudo e apenas o vidro do espelho nos separa.



Lor 
Março 2022




 

 

 

 


Comentários

Mais visitadas

A última aula do Professor Enio

A falsa seca e a sede insaciável de lucro